Bastidores do Poder

Publicado em: 27/04/2020  |  Por: Cynthia Blink - Manaus/AM  | Opinião

Wilson Lima sofre Tensão Pré-Impeachment e conversa com deputados da base

Entre os pedidos de impeachment, o de William Bitar dos Santos deixou alguns parlamentares da base “com a pulga atrás da orelha”, uma vez que atinge apenas o governador e não o vice
Foto: Divulgação

A queda se desenha em diversas frentes

Com dois pedidos de impeachment na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), um por iniciativa do Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam), e outro assinado pelo empresário  William Bitar dos Santos, além de toda a repercussão nacional quanto ao colapso na saúde do estado, o governador Wilson Lima (PSC) sofre a "Tensão Pré-Impeachment" e chama os deputados da base para uma reunião.

O presidente da Assembleia, deputado Josué Neto (PRTB) sinaliza não ser um aliado de Lima nessa luta, assim como o Poder Judiciário e os órgãos fiscalizadores. Na sociedade, a imagem do político de primeira viagem também não vai bem e só piora a cada prejuízo na saúde.

A queda se desenha em diversas frentes. Até mesmo a Procuradoria Geral da República instalou inquérito para apurar a compra de ventiladores pulmonares por quase R$ 3 milhões em uma empresa de produtos alimentícios e não alimentícios da capital, como publicou o site o Antagonista.

‘Novo’

Entre os pedidos de impeachment, o de William Bitar dos Santos deixou alguns parlamentares da base “com a pulga atrás da orelha”, uma vez que  atinge apenas o governador e não o vice, Carlos Almeida (PTB).  Seria um pedido alfaiate? No melhor estilo, “o perigo mora ao lado”?

A falada troca da liderança do governo na Aleam ainda não foi confirma, mas se mostra providencial, já que os deputados da base não aceitam mais os novatos do parlamento, Joana Darc (PL), Saullo Vianna (PTB) e Álvaro Campelo (PL). Se o nome de Belarmino Lins (PP) se confirmar para a representação do governo na casa legislativa, o “novo” vai abraçar de vez a “velha política” na tentativa, desesperada, de se segurar no poder.

O deputada Saullo Vianna nega que na reunião ocorrida com o governador o assunto impeachment tenha surgido. Ele também diz que não acredita haver negociação com o Belarmino Lins e se coloca completamente contra o afastamento de Wilson Lima. "É inconstitucional", declarou ao OAM.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Email:

Mensagem:

MAIS NOTÍCIAS

CURTA NA FAN PAGE
ENQUETE
O Amazonês
Tel.: (92) 99187-6366
© Copyright 2019 - O Amazonês. Todos os direitos reservados.