Política

Publicado em: 23/06/2020  |  Por: Danilo Andrade - Manaus/AM  | Investigação

CPI da Educação volta a pauta na Assembleia

Foto: Divulgação

Se mais cinco parlamentares derem os seus nomes, a investigação deve começar pelos contratos sem licitação da Seduc

Com a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde suspensa devido a decisão judicial – que avalia possíveis ilegalidades na escolha dos deputados titulares – os parlamentares de oposição vão voltar a colocar em pauta a proposta da CPI da Educação, esta semana, segundo Dermilson Chagas (Podemos).

A proposta da CPI não é nova, desde o ano passado a oposição quer investigar os gastos do governo do Amazonas com a Educação, mas o desafio são as oito assinaturas fundamentais para a proposta ser colocada em prática. Até o momento, há dois apoiadores, além do próprio Chagas, o colega de oposição e de partido, Wilker Barreto também assinou e o deputado Augusto Ferraz (Democratas).

Se mais cinco parlamentares derem os seus nomes, a investigação deve começar pelos contratos da Secretaria de Estado de Educação e Desporto (Seduc) feitos com dispensa de licitação, isso porque essa é uma das pastas com os maiores valores pagos aos fornecedores. Somado a isso, a nova CPI voltaria a verificar o ‘caso Dantas’, um escândalo do primeiro ano da gestão de Wilson Lima (PSC) que resultou na saída do secretário da Seduc, Luiz Castro, que foi substituído pelo Luis Fabian, hoje no cargo.
 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Email:

Mensagem:

MAIS NOTÍCIAS

CURTA NA FAN PAGE
ENQUETE
O Amazonês
Tel.: (92) 99187-6366
© Copyright 2019 - O Amazonês. Todos os direitos reservados.